Adoçante e Açúcar

A sacarose, popularmente conhecida como açúcar de mesa, é o produto derivado a partir da extração do caldo da cana-de-açúcar, em um processo industrial que se baseia em moer, filtrar e ferver o caldo para, em seguida, centrifugar o melado, transformando-o em açúcar.

 

Os adoçantes são substâncias que possuem alto poder de adoçamento e são recomendadas para dietas especiais de emagrecimento ou restrição de açúcar, como diabetes.

 

Tipos de Açúcar:

 

Açúcares

Definição

Mascavo

Extraído após o cozimento da cana. Não passa por refinamento, portanto não perde cálcio, ferro e outros minerais.

Demerara

Passa por leve refinamento e não recebe nenhum aditivo químico. Possui valores nutricionais altos, semelhantes ao mascavo.

Açúcar cristal

É o açúcar com cristais grandes e transparentes, relativamente difíceis de serem dissolvidos em água. Depois do cozimento, ele passa apenas por etapas de refinamento, que retiram cerca de 90% dos sais minerais.

Açúcar de confeiteiro

Possui cristais tão finos que mais parecem talco de bebê. Seu segredo é o refinamento sofisticado, que inclui uma peneiragem, além da adição de amido de arroz, milho ou fosfato de cálcio.

Açúcar refinado

Também conhecido como açúcar branco. No refinamento, aditivos químicos como o enxofre, tornam o produto branco, retirando as vitaminas e sais minerais, deixando apenas “calorias vazias”.

Açúcar light

Surge da combinação do açúcar refinado com adoçantes dietéticos, como o aspartame, ciclamato e sacarina.

Mel

É um produto natural elaborado por abelhas a partir do néctar de flores, portanto, não é considerado um tipo de açúcar. Entretanto, apresenta um alto poder adoçante.

 

Adoçantes Artificiais e Naturais Permitidos pela Legislação Brasileira:

 

Adoçante

Características

Contra-indicações

Versão forno e fogão

Stevia

Extraído da planta Stevia rebaudiana, natural do Paraguai, Brasil e Argentina

Não existe contra-indicações de consumo.

Sim

Xilitol, Sorbitol e Manitol

Álcoois de açúcar obtidos pela redução da glicose (sorbitol) e frutose (manitol) e também pela hidrogenação da xilose (xilitol).

Podem causar diarreia quando ingeridos em excesso e aumentam a perda de minerais pelo organismo.

Sim

Sucralose

Derivado do açúcar que, através de processos químicos, faz com que o açúcar torne-se um adoçante artificial não metabolizado pelo corpo.

Estudos recentes indicam intolerância à glicose, portanto, ele pode causar diabetes.

Sim

Frutose

Extraído de frutas e do mel.

Contra-indicado para quem está com excesso de triglicerídeos e diabéticos.

Sim

Acessulfame K

Sal de potássio produzido a partir de um ácido da família do ácido acético.

Pessoas com deficiências renais que necessitam limitar a ingestão de potássio.

Sim

Sacarina sódica

Sintético de um derivado de petróleo.

Contra-indicado para hipertensos.

Sim

Ciclamato de sódio

Sintético e composto à base de um derivado do petróleo.

Contra-indicado para hipertensos.

Sim

Aspartame

Produzido a partir de dois aminoácidos, fenilalanina, ácido aspártico, metano.

Contra-indicado para fenilcetonúricos, gestantes e lactantes.

Não

 

O consumo frequente de adoçantes artificiais adicionados a bebidas e alimentos ou presentes em produtos light, diet ou zero, pode causar algumas doenças como câncer. Que tal tirar o açúcar e o adoçante da sua mesa, ou pelo menos diminuir ao máximo, e sentir o real sabor dos alimentos?

 



Postado em 17/05/2017
Gostou? Compartilhe!